Peixes ficam doentes?

Diversas enfermidades acometem os peixes e podem, em certos casos, chegar a matar grande parte do plantel, provocando um enorme prejuízo

Peixes ficam doentes?

Na criação de peixes ornamentais, deve-se tomar um cuidado especial, pois, em função do manejo frequente, os peixes tornam-se mais susceptíveis às doenças, por causa do estresse, e de possíveis ferimentos associados à perda do muco protetor.

O muco protege o peixe, principalmente, do ataque de fungos. O peixe com fungo apresenta manchas com aspecto de algodão, essas manchas são colônias de fungos e podem ter coloração branca, esverdeada, amarelada ou de outra cor, dependendo do tipo de fungo que está causando a infestação.

Infelizmente, porém, os fungos não são o único problema nas criações de peixes ornamentais. As doenças também podem ser causadas por bactérias, vírus e protozoários, além das infestações parasitas mais desenvolvidos (vermes, crustáceos etc.).

Dentre as doenças causadas por bactérias, podemos citar a ascite infecciosa (hidropisia), furunculose, mixobacteriose e a necrose das nadadeiras. Essas doenças se espalham rapidamente entre os peixes de um mesmo tanque ou caixa, e são de difícil cura, pois para isso o piscicultor necessita de aplicar antibióticos cujo custo, associado ao grande volume de água, torna o seu uso impraticável na maioria dos casos.

As duas doenças contagiosas mais comuns são o íctio e o veludo, um peixe atacado por estas doenças, transmite para todos os outros do aquário ou tanque.

 

Gostou da matéria? Quer saber mais sobre o Curso CPT? Assista ao vídeo abaixo:


 

Conheça os Cursos CPT da área Piscicultura.
Por Daniela Guimarães.

Daniela Aparecida Guimarães Lopes 22-06-2023

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.