Peixes de água doce: pacu, tambaqui e tilápia

Embora existam mais de 20 mil espécies de peixes de água doce, o pacu, o tambaqui e a tilápia merecem destaque, pois são ideias para a criação em cativeiro

Peixes de água doce: pacu, tambaqui e tilápia

“Embora existam mais de 20 mil espécies de peixes de água doce, o pacu, o tambaqui e a tilápia merecem destaque, pois são ideias para a criação em cativeiro. Entretanto, nos viveiros e tanques, é indispensável garantir aos peixes um ambiente favorável às suas funções vitais, como alimentação, crescimento, respiração e reprodução”, ressalta Giovanni Resende, Doutor em aquicultura e professor do Curso CPT a Distância e Online Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura.

Pacu (Piaractus mesopotamicus)


O pacu apresenta pequenas escamas. Sua coloração é cinza-escura, na área dorsal, e amarelo-dourada, na região ventral. Mas as cores podem variar conforme as alterações ambientais. Seu corpo apresenta forma discoide, além de ser comprido e volumoso. Trata-se de uma espécie onívora, que se alimenta basicamente de frutas, fito e zooplâncton, além de pequenos peixes. Atualmente, o pacu tem sido utilizado para repovoar represas.

Seu cruzamento com tambaqui gera o híbrido tambacu, bastante conhecido na piscicultura nacional. “O pacu apresenta carne tenra e saborosa, com alta demanda em pesque-pagues e no comércio. Seu tamanho pode chegar a 70 cm e seu peso até 20 Kg”, afirma Manuel Vazquez Vidal Júnior, Doutor em zootecnia e professor do Curso CPT a Distância e Online Criação de Pacu e Tambaqui.

Tambaqui (Colossoma macropomum)


O tambaqui também apresenta escamas. Seu corpo é achatado e serrilhado na região ventral. Sua cor é parda, no dorso, e negra, no ventre, mas pode variar conforme o ambiente. Seus dentes são capazes de quebrar castanhas e sementes de palmeira, que compõem sua dieta. A espécie é onívora, cuja alimentação é constituída de fito e zooplâncton, insetos, pequenos peixes, além de cereais, frutas e vegetais.

“Atualmente, a carne do tambaqui apresenta grande demanda no mercado nacional, pois é muito saborosa e tenra, assim como a do seu híbrido tambacu. A espécie pode chegar a 90 cm de comprimento e 30 Kg de peso”, afirma o zootécnico Vidal Júnior.

Tilápia (Oreochromis niloticus)


Peixe com corpo coberto de escamas, a tilápia apresenta coloração verde-oliva prateada, com manchas negras distribuídas verticalmente. Trata-se de um peixe onívoro, que se alimenta essencialmente de insetos, fito e zooplâncton, algas, raízes, pequenos peixes e sementes. Seu tamanho pode chegar a 45 cm e seu peso, a 2,5 kg. O filé de tilápia é muito apreciado pelos consumidores, seja em casa ou em restaurantes.

Segundo Vidal Júnior, professor do Curso CPT a Distância e Online Criação de Tilápias, outro aspecto favorável é o fato da tilápia ser um peixe consumido em todo o mundo e, principalmente, no mercado norte-americano, o que permite maciça importação de filés, mesmo sem atender à sua demanda total, completa Vidal Júnior.

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Piscicultura.

Leia o artigo "Descubra o tempo de produção de algumas espécies de peixes."

Fonte: cpt.com.br

Por Andréa Oliveira.

Andréa Oliveira 31-07-2019

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.