O que são peixes caracídeos e poecilídeos? Espécies ornamentais!

Há mais de 700 variedades de peixes ornamentais que são criadas e comercializadas aqui no Brasil

Peixes ornamentais - imagem meramente ilustrativa

Manuel Vazquez Júnior, professor do Curso CPT Produção de Peixes Ornamentais, destaca que a atividade de produção de peixes ornamentais é um dos setores mais lucrativos da psicultura e que vem crescendo muito no Brasil. Nos países onde foi recentemente introduzida, ela rapidamente expandiu-se, dado o crescente aumento na demanda mundial.

A criação de peixes ornamentais é responsável por movimentar milhares de dólares ao ano, tendo o Brasil como o 13ºmaior país exportador desse tipo de peixes. Além da finalidade decorativa, os peixes ornamentais também são aqueles que estão presentes nos lares dos brasileiros, como animais de estimação.

Nos dias de hoje, mais de 700 variedades de peixes ornamentais são comercializadas mundialmente e, nesse contexto, valoriza-se a forma e a cor deles, em detrimento da engorda e da reprodução, por exemplo. Dentre as espécies, estão os peixes conhecido como caracídeos e poecilídeos. Contudo, o que de fato são esses peixes?

Espécies ornamentais

Em comparação à piscicultura com finalidade de comercialização da carne de peixe, a criação de espécies ornamentais é considerada mais simples, haja vista que o único objetivo é criar espécies que chamem a atenção pelo visual. Logo, não há a necessidade de instituir um programa de alimentação que engorde o peixe e o espaço de criação também pode ser menor.

Há várias espécies que podem ser criadas. Dentre elas, as mencionadas acima:

- Caracídeos

Abrange um conjunto de peixes com hábito alimentar onívoro e com cores fortes e atrativas. Ainda, são pequenos, calmos, resistentes ao manejo e vivem em cardumes. O padrão encontrado neles está na nadadeira adiposa, na nadadeira caudal bifurcada e na nadadeira anal desenvolvida – essa última os diferencia entre macho e fêmea, porque o macho a possui em forma de gancho. São exemplos de carcídeos o Tetra-Cardinal, o Tetra-Rosáceo, o Tetra-Buenos Aires e o Tetra-Preto.

- Poecilídeos

São peixes ovovivíparos que se reproduzem com grande facilidade, o que os torna apropriados para criação ornamental. Assim como seus “primos” caracídeos, também são calmos e vivem tranquilamente em cardumes. A diferenciação sexual é feita pelo tamanho dos peixes: as fêmeas são duas vezes maiores do que os machos. O Guppy, o Molinésia, o Platy e o Espada são peixes poecilídeos.

Outras espécies ornamentais

- Ciclídeos

Nativos da África e das Américas, principalmente a do Sul, os peixes ciclídeos são bastante conhecidos e apresentam comportamento peculiar: enquanto alguns conseguem viver apenas com peixes da mesma espécie, outros vivem pacificamente com espécies diferentes. São muito comuns nas criações de peixes ornamentais e não chamam a atenção apenas pelas suas cores, com também pela sua inteligência.

- Ciprinídeos

As carpas, um dos peixes ornamentais mais criados em nosso país, pertence aos ciprinídeos, que foram os primeiros a serem domesticados pelo homem. São, geralmente, peixes de clima frio, mas conseguem se adaptar a águas com temperatura entre 24°C e 28°C. No entanto, quando a temperatura está acima dos 26°C, a desova sofre redução.

- Anabantídeos

O popular peixe Beta, assim como o Beijador e a Colisa, fazem parte dos peixes chamados de anabantídeos. Eles possuem um sistema auxiliar de respiração, chamado de labirinto, que serve para captar o ar atmosférico, uma vez que esses peixes costumam viver em locais com menor disponibilidade de oxigênio.

Criar peixes ornamentais é mesmo uma boa opção?

Sim! Como mencionado, a criação de peixes ornamentais demanda menos preocupação do que a piscicultura convencional. No entanto, o criador precisa possuir conhecimento para conduzi-la, pois, ainda que o investimento e a manutenção sejam relativamente baratos, tudo pode ser perdido. Analisar cada espécie é determinante para o sucesso, dado que cada uma possui uma singularidade que precisa ser respeitada na criação.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Peixes:

Produção de Peixes Ornamentais
Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura
Nutrição e Alimentação de Peixes

Fonte: Blog Sansuy – blog.sansuy.com.br
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 20-09-2021

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.