Criando peixes em caixas d’água

Sistema de criação de peixes em caixas d´água é intensivo e pode ser utilizado ao mesmo tempo para a produção de hortaliças

Peixes em caixas d'água

Responsável pela produção de mais de 600 mil toneladas de peixe em nosso país, a piscicultura coloca o Brasil em posição relevante no ranking mundial da produção de peixes. Com projeções de crescimento, cada vez mais são desenvolvidas novas técnicas e métodos para que a atividade seja otimizada e facilitada para os criadores.

O professor do Curso a Distância CPT Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura, Giovanni Resende, explica o sucesso da atividade, dizendo que o peixe é a carne do futuro, pois as pessoas têm percebido, cada vez mais, a qualidade deste alimento e seus benefícios para a saúde. Além disso, existe grande mercado para o pescado no Brasil.

A criação de peixes em caixas d’água é um sistema intensivo, no qual há recirculação de água, que pode ser utilizada, além da criação de peixes, para hortaliças e biogás. As caixas d’água de fibra com capacidade de 500L se transformam em tanques de criação, que devem ser conectados a um sistema de filtragem para que sólidos e amônia sejam retirados. Esse sistema é composto por três filtros montados em série, em que a água circula em um sistema fechado e retorna para os tanques de criação após isso.

Confira a seguir algumas informações importantes para esse tipo de criação de peixes:

O filtro

A composição dos filtros deve ser de cacos de telhas, cacos de tijolos, brita, areia grossa e tela tipo sombrite. A estufa mantém a água em temperatura adequada para a criação de certas espécies de peixes na maioria dos dias, como as tilápias. O biodigestor é constituído de quatro caixas de fibra de 500L, viradas uma de “boca” para a outra, compondo dois módulos de biodigestão.

A água com resíduos

A água produzida pela criação é enviada para os dois reservatórios de 1000L, onde é misturada ao biofertilizante e aproveitada em aquaponia para a produção de hortaliças.

Espécie de peixe mais recomendada para esse sistema

Assim como mencionado acima, a tilápia é a espécie de peixe que encontra melhores condições para a criação nesse sistema. Mais precisamente a tilápia Gift – Oreochromis niloticus.

Quantidade de peixes por caixa

Em cada tanque de criação, recomenda-se colocar 90 alevinos, o que produz uma densidade média de 180 peixes/m³ de água.

Investimento

O valor gasto considerando o período de um ano e com dois ciclos produtivos de 6 meses é de R$1800. Esse é o custo anual de produção da estufa de peixes, considerando alevinos, mudas, ração, energia elétrica e lenha para aquecimento, entre outros.

Valor estimado de receita

Considerando uma produção de 512kg de peixe vivo, com um preço médio de comercialização para o consumidor final de R$6,25/kg, obtém-se R$3200 como renda bruta anual. Concomitantemente, a cada kg de peixe produz-se, aproximadamente, 4 cabeças de alface que, se comercializada a R$2 para o consumidor final, rende receita bruta de R$4096, custeando a produção de peixes e ainda produzindo lucro. Por fim, com a subtração das despesas estimadas no item acima, a receita líquida obtida em um espaço de 100m² seria de R$5496.

 


Conheça os Cursos a Distância e Online CPT, da Área Criação de Peixes:

Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura
Nutrição e Alimentação de Peixes
Criação de Tilápias

Fonte: Criação de Peixes – criacaodepeixes.com
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 21-02-2019

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.