Como reduzir a perda de água em viveiros escavados?

A construção de viveiros escavados é mais barata, mas precisa de cuidados para que não favoreça a perda de água

Tanque para a criação de peixes - imagem ilustrativa

A otimização do uso de água na piscicultura tem se tornado uma das principais preocupações de produtores, tanto pela questão financeira, quanto pela questão ambiental. Qualquer opção que permita economia ou redução do desperdício deve ser analisada e preferida na realização do manejo dos peixes.

Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso CPT Produção de Tilápias em Tanques Escavados, destaca que esse tipo de tanque é amplamente utilizado, mas pode apresentar alguns problemas que favoreça a perda de água, cabendo ao piscicultor tomar todos os cuidados para evitá-la.

O que são tanques escavados?

Os tanques escavados são aqueles construídos no próprio solo, com aparência mais “natural”, isto é, são aqueles que reproduzem de forma mais natural as condições em que os peixes vivem naturalmente. Não possuem revestimento e apresentam baixo custo para a construção. No entanto, exige mais cuidado para a manutenção.

Conheça a seguir algumas formas de reduzir a perda de água em viveiros escavados:

Infiltração

Na hora de implementar os tanques, é necessário ter cuidado para que não haja infiltração, principalmente se a fonte de abastecimento for proveniente de águas subterrâneas. Para manter a qualidade da água, pode ser necessário o gasto com bombas.

Solo

Antes de escavar o tanque, também é importante analisar o tipo de solo. O espaço deverá ser limpo antes da construção, removendo pedregulhos, raízes, matéria orgânica, entre outros. Recomenda-se que o solo tenha de 15% a 30% de argila em sua composição.

Solos argilosos

A argila, por sua composição, consegue funcionar como uma “tapa-buracos”, pois se une e fecha poros, reduzindo a permeabilidade do solo. Em contraponto, solos menos argilosos e com mais areia apresentam maios permeabilidade, o que favorece a infiltração.

Poros no solo

Para evitar a formação de poros ou para obstruir os já existentes, é possível aplicar matéria orgânica no fundo do tanque. É recomendado realizá-la com camadas de esterco fresco, sobre o fundo do tanque.

Revestimento

Também como excelente alternativa para evitar as perdas, o revestimento dos tanques pode ser feito com a utilização de solo-cimento sobre o fundo do tanque. Também, é possível utilizar sacos com mistura solo-cimento e dispô-los sobre o fundo do tanque. A utilização de lonas, embora muito comum, não é muito recomendada, pois elas podem rasgar ou serem perfuradas logo após o enchimento dos tanques. Também, as geomembranas podem ser uma opção pelas características do material, mas elas impermeabilizam totalmente o fundo do tanque e não permite que os peixes tenham contato com o solo, por exemplo.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Peixes:

Produção de Tilápias em Tanques Escavados
Criação de Peixes – Como Implantar uma Piscicultura
Criação de Tilápias em Tanques-rede

Fonte: Colpani Piscicultura – grupoaguasclaras.com.br
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 02-03-2020

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.